E quando o silêncio aparece na sessão? “O que vou falar hoje?”

18 de Maio: Faça Bonito
maio 18, 2017
Depressão: o que você precisa saber!
julho 16, 2017

A psicóloga Gabrielle Krupp Sander, integrante da equipe de psicoterapeutas da Referencial Psicológico nos fala sobre o silêncio e a preocupação que alguns pacientes relatam ao iniciar sua psicoterapia.

 

Quando o paciente não sabe o que falar, mesmo assim deve ir a consulta?

– Sim, é algo comum, geralmente nas primeiras sessões de psicoterapia. Afinal, se está frente a uma situação nova, uma pessoa desconhecida, é natural não saber o que fazer e falar. O importante é ressaltar que não há um certo e errado, o paciente fala aquilo que ficar confortável para falar e o profissional está preparado para compreender e respeitar o tempo do paciente. Desta forma é muito importante ir e comentar esse sentimento com seu terapeuta.

 

– E quando o paciente não quer ou não consegue falar?

– Temos que pensar que o paciente pode não querer falar durante a sessão, por motivos singulares. Pode não estar pronto para abordar algum assunto, por exemplo. O paciente tem o direito de não estar preparado para falar e o psicólogo irá compreender esse silêncio. O trabalho visa compreender esses sentimentos e ir nomeando pois em alguns casos é como se as palavras estivessem ausentes e o profissional faz esta função, novamente respeitando o tempo do paciente.

 

– E quando o paciente está pensando, mas não fala?

– É comum, com o decorrer das sessões, que o paciente comece a pensar mais  e fique por alguns instantes, no seu silêncio, refletindo sobre algum aspecto que se deu conta. Os espaços para pensar e sentir serão sempre bem vindos em uma psicoterapia analítica.

 

– E quando o psicólogo fica em silêncio?

– Os psicólogos ficam em silêncio para que o paciente possa falar e também para escutar atentamente a tudo que é dito ou não, verbalmente ou não verbalmente. É um silêncio que é vivo, pois é nele que o profissional consegue organizar os seus pensamentos para conseguir compreender o paciente e auxiliar no entendimento do que se passa com ele.

 

Na psicoterapia psicanalítica, o silêncio está sempre presente nas sessões de psicoterapia, nas mais variadas formas e com significados variados. É importantíssimo ressaltar que o psicólogo está capacitado para manejar os momentos silenciosos e trabalhar com eles durante a psicoterapia.

Inicie uma psicoterapia e sinta seus benefícios!

Compartilhe com um amigo